Click!

O momento da virada na história individual de crianças acolhidos/as no Distrito Federal.

Como e por que o Click! nasceu?

Ao longo dos quase 18 anos de existência, por meio dos diversos projetos e parcerias realizados, a equipe técnica do Aconchego constatou um denominador comum às crianças e aos adolescentes em acolhimento institucional: a necessidade de uma atenção especializada no que tange os processos de simbolização, verbalização e abstração.

Verificou-se que as intervenções utilizadas nos vários projetos em andamento eram insuficientes para propiciar a necessária elaboração das vivências pessoais de crianças institucionalizadas. Adicionalmente, notou-se a escassez de um espaço lúdico que favorecesse a elaboração de conflitos pessoais, o que pode levar a lacunas no desenvolvimento afetivo, bem como, posteriormente, dificuldades no retorno à família de origem ou na eventual construção de novos vínculos familiares.

Pensando em contribuir com o desenvolvimento e bem-estar das crianças que vivem em instituições de acolhimento e, ainda, contribuir com os aspectos emocionais inerentes aos processos de adoção, caso venham a acontecer, a organização Aconchego propôs o projeto Click!. Tal projeto justifica-se pela premência de ações que sejam sensíveis ao “momento presente” e ao universo subjetivo, muitas vezes intocado, das crianças que aguardam uma família para adoção ou esperam retornar à família de origem.

Esta iniciativa baseia-se em ações exitosas realizadas por pesquisadores nacionais e internacionais e centra-se na evidência de que a contação de histórias por profissionais capacitados pode ajudar as crianças a elaborarem seu sofrimento psíquico e ressignificarem sua história de vida.

Para que o Click! é desenvolvido?

Objetivo geral:

  • Favorecer os processos de abstração, simbolização, e verbalização da história individual por meio de grupos semanais de contação de histórias com crianças separadas de seus pais e que vivem em instituições de acolhimento no Distrito Federal.

Objetivos específicos:

  • Oportunizar o contato com livros e histórias e, ainda, a relação entre as crianças da instituição;
  • Propiciar um espaço para lidar positivamente com o estado emocional das crianças, mobilizando a imaginação e a capacidade criativa;
  • Utilizar contos clássicos tradicionais e histórias modernas para estimular o desenvolvimento das crianças, possibilitando a atribuição de sentido ao que elas vivem, através da identificação com as personagens e os enredos dessas histórias;
  • Possibilitar o contato com vivências traumáticas, como a separação da família original e outros conflitos pessoais (tais como rivalidade, luto e medo) de forma não ameaçadora, num contexto lúdico;
  • Agir profilaticamente uma vez que ações como essa, à medida que oportunizam o contato das crianças consigo mesmas e com seus pares, podem prevenir conflitos interpessoais e favorecer o desenvolvimento integral das crianças

Como funciona o Click!

Esta iniciativa baseia-se em ações exitosas realizadas por pesquisadores nacionais e internacionais e centra-se na evidência de que a contação de histórias por profissionais capacitados pode ajudar as crianças a elaborarem seu sofrimento psíquico e ressignificarem sua história de vida.

  • Grupos de contação de histórias com frequência semanal ao longo de um ano;
  • Os encontros têm duração prevista de duas horas, podendo variar de acordo com o interesse e disponibilidade de envolvimento das crianças;
  • Cada sessão conta com a participação de pelo menos quatro profissionais. Um é responsável por contar a história; outro por ser o “guardião de enquadramento” ou “auxiliar de leitura”, com o papel de acompanhar a criança no momento de escutar o conto; e os outros dois são observadores e ficam responsáveis por relatar o que acontece;
  • O repertório de histórias inclui contos contemporâneos, mas, sobretudo os clássicos da literatura universal.
  • As sessões são organizadas em três momentos principais:
    1. 1. A leitura da história em um espaço físico determinado para este fim – nosso tapete “mágico;
    2. 2. Uma conversa sobre o conto e recuperação dos acontecimentos mais marcantes. As crianças são estimuladas a falar sobre o que ouviram e viram;
      3. Um espaço aberto para a representação do conto, quer seja por meio de dramatização da história, quer seja por desenho ou massa de modelar.

O que esperamos observar nas crianças que compõem o Click!

  • Capacidade de recontar uma história ouvida;
  • Competência de expor sua opinião sobre a história ou partes dela;
  • Criatividade e capacidade de fantasiar e abstrair;
  • Habilidade de inventar e recontar histórias do seu jeito;
  • Aumento do vocabulário receptivo e expressivo, além de incremento na sintaxe (capacidade de elaborar frases cada vez mais completas e complexas);
  • Capacidade ampliada de expressar e nomear sentimentos;
  • Capacidade de relacionar a história ouvida a aspectos da própria história e capacidade de evocar os pais e outros familiares.

 

Equipe

  • Denise Mazzuchelli - Coordenadora
  • Cibele Vogel - Coordenadora
  • Fatima Moraes
  • Isabel Torreão
  • Nathalia Galvao
  • Sophia Galvão
  • Soraya Pereira

 

Informações

Denise Mazzuchelli - Coordenadora Enviar e-mail
Cibele Vogel - Coordenadora
(61) 3963 5049 / 3964 5048


Aconchego - Fotos
Aconchego - Fotos
Aconchego - Fotos